terça-feira, 5 de junho de 2012

O Risco

O elemento de risco no Transporte têm sido um câncer para várias empresas nos últimos anos principalmente na região sudeste do Brasil.

O Índice de sinistros é elevado e o prejuízo calculado ultrapassa milhões, tanto para as empresas como para o Governo. Diante dos fatos e ocorrências registradas verificamos que existem diversas quadrilhas especializadas nos roubos, devido ao seu preparo técnico e logístico, como por exemplo a abordagem realizada, conhecimento técnico de rastreadores, o tempo cronometrado para o transbordo da carga, existe todo um aparato por trás desses roubos qualificados.

Levando esse crime organizado em conta é extremamente importante as transportadoras se equiparem com um gerenciamento de risco adequado com o máximo de monitoramento possível utilizando toda ferramenta de segurança que puder dispor para minimizar os riscos de um possível sinistro.

Abaixo veremos uma fórmula que tem funcionado e acredito ser um padrão ideal para ser adotado atualmente. Vejamos bem:

1 Quanto maior o nível de monitoramento menor o risco.
2 Quanto menor o nível de monitoramento maior o risco.

NÍVEL DE MONITORAMENTO ALTO = RISCO BAIXO MA / RB
NÍVEL DE MONITORAMENTO BAIXO = RISCO ALTO MB / RA

Dessa equação teremos um resultado de seu padrão de segurança, esse é o ponto de partida para traçar ações corretivas e/ou medidas de segurança que vão ser aplicadas no seu GRIS.

Abraços
Postar um comentário