quinta-feira, 20 de junho de 2013

E Agora ? Senador Magno Malta, Senadora Ana Rita, Senador Ricardo Ferraço

Há muito tempo vem entalado em minha garganta o dissabor e a frustração em ver a eleição do Senador Renan Calheiros para a presidência do Senado Federal, frustração essa não só minha, mas quase que unânime do povo brasileiro, e o pior de tudo... Descobrir que os senadores do meu Estado (ES) votaram todos eles no mesmo.

Senador Magno Malta, Senadora Ana Rita e Senador Ricardo Ferraço, minha palavra é especialmente direcionada para vocês, porém citarei outros.

Mas quem sou eu e o que são minhas palavras e quais o poder delas para mudar alguma coisa não é mesmo, pensam vocês, quem é esse cara; De onde ele vem? Para onde ele vai?

Vejam agora, quão delicada situação resulta de vosso voto quanto à escolha do chefe do Senado Federal, essa casa que tanto deve refletir transparência, essa casa que inspira a boa fé, essa casa que exige o representante exemplar e impecável, agora como que por um pecado mortal, elege um modelo de histórico corrupto e contaminado pelo crime.

Na política, ao contrário da fé, não se permite absolvição de pecados, não se pode apostar duas vezes num mesmo engano. Quando a corrupção aparece, a confiança desaparece!

Quando todos nós esperávamos, tranquilamente, um bom escolhido de vosso julgamento, o que nos surpreendeu? Um péssimo exemplo! Por quê?

Vocês tem plena consciência do rebotalho a nós imposto por vossa escolha? Somos nós trouxas? É o que julgais merecermos? Um impostor?

Por acaso, os nossos representantes públicos farão para si mesmos estes questionamentos? Senadora Ana Rita; Senador Ricardo Ferraço! Talvez não. Talvez abafem às interrogações de suas consciências, se é que ainda as possuem!

Por favor, algum de vocês me responda... Quem foi pérfido em sua conduta, poderá ser um inimigo leal? Ou... Se ele foi inepto em sua vida particular, como esperar que fosse um apto na vida pública? Alguém por favor... Dois mais dois ainda são quatro?

Vossa Excelência Senador Renan Calheiros me responda na pureza de vossa alma... Quem olhou apenas os interesses pessoais em sua existência, poderá olhar para os interesses públicos, quando no poder?

Ou Senador Romero Jucá, diga-me se puder... Quem só teve ações interessadas, será capaz do desinteresse que deve animar o homem público? Ou quem em toda a sua vida mentiu, acreditais que perante o povo falará a verdade? Sim... Dois mais dois são quatro!

Estranho que na política atual encontramos o seguinte padrão... Maquine, decida e corrompa. O inverso não ocorre... Corrompa, arrependa-se e mude.

A Corrupção pune, o povo descrê, desespera-se, revolta-se.

As falácias que nossos políticos praticam desencorajam a todos; melhor, são um péssimo exemplo para todos. Estes homens se esqueceram de suas obrigações com a pátria, melhor direi, traíram a própria pátria.

Não quero ainda falar das mazelas praticadas por aqueles políticos corruptos mensaleiros, nem das infâmias que transbordam em suas vidas particulares. Quero tão somente, hoje, mostrar até que ponto chegou a vossa incapacidade, a vossa incompetência e o vosso lobby.

Agora eu te pergunto Senador Magno Malta, e isso serve para os demais que elegeram o Senador Renan Calheiros, não te comoveu os rogos do povo nem as suas esperanças depositadas em ti, não te comoveu? O lobby pune, ainda bem!

Ora senadores, se vocês podem fazer a coisa certa e não fazem, traem os interesses públicos; se querem e não podem, são incapazes; se não podem e não querem, são, ademais, ineficientes... e no entanto são Senadores, daí eu pergunto para o povo... Ora, o que é isso? Desgraça.

De hoje em diante o vosso nome não merece mais a confiança pública, isso poderia ser diferente, mas vosso pecado é mortal; sem cruz; sem cristo. Eu, agora é que pergunto: Quem são vocês? De onde vêm? Para onde vão? Vossas Excelências são representantes do Governo e eu sou um representante da Nação.

Fora Renan#.
Postar um comentário